SABEDORIA

Como é feliz o homem que acha a sabedoria, o homem que obtém entendimento, pois a sabedoria é mais proveitosa que a prata e rende mais que o ouro. É mais preciosa que rubis; nada do que você possa desejar se compara a ela. Na mão direita, a sabedoria lhe garante a vida longa, na mão esquerda, riquezas e honra. Os caminhos da sabedoria são caminhos agradáveis e todas as suas veredas são paz. (Provérbios 3:13-17)

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

FELIZ 2012

Que o novo ano venha mais leve

mais alegre, sem falsas promessas

que seja colorido e se por acaso escurecer

que tenhamos o poder de tranformá-lo

através de uma visão flexível e necessária

Vamos fazer um bom ano

marcado por mudanças

joguemos fora velhos hábitos

pensamentos castradores

pessoas anestésicas de mal com a vida

Que venha para perto de nós

o bem, a alegria, a esperança e a fome de viver....


Feliz ano novoooooooooo!!!!!!!!!!!!


Vou conhecer mais um pouco da Brazuca...

mas volto....


Abração a todos os amigos do blog.


Elzenir Apolinário

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

MAIS UM ENFEITE NA ÁRVORE DE NATAL

Luz,

cores

está linda

parece completa

mas ainda colocaria

a paz como seu enfeite....

e você, que enfeite colocaria?

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

MAIS QUE UM PRESENTE

Que as famílias se unam não só no natal, mas por um ano inteiro
que o presente seja apenas complemento do afeto e alegria
que o espírito natalino permaneça por todo o ano em nossos corações
que a vida seja celebrada e principalmente a saúde, a esperança de um novo tempo
de paz, união e amor entre as pessoas


Que o amor seja não apenas uma simples e bela palavra
mas uma personificação de nossos atos
que amemos ainda mais nossas famílias
levando para nossos lares a compreensão, o perdão e a gratidão
Mais que um presente que as famílias estejam unidas para o que vier!



Elzenir Apolinário


quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

SILÊNCIO



Aos ignorantes, o meu silêncio!


Elzenir Apolinário

domingo, 4 de dezembro de 2011

ONDE ESTÁ A FELICIDADE?

Tão buscada, tão almejada esta tal Felicidade
Mas onde estará?
Pode estar no sorriso das crianças
no por de sol que se despede de nós a cada dia
pode estar nas pequenas conquistas
no olhar carinhoso de alguém
na paz de espírito ou dentro de nossos corações
Será que ela se esconde de nós
ou estamos ocupados demais para notá-la?
pode estar nos espreitando a cada dia
embora nem notemos
que forma teria?
não sabemos quanto tempo teremos
para sermos felizes
mas agora é o momento certo
Mesmo que seja apenas por um dia

Elzenir Apolinário

sábado, 26 de novembro de 2011

OURO PRETO
















Suas ruas contam histórias
seus becos escondem segredos
ecos de dor e glória
suas janelas infinitas
relembram acenos de dois amantes
em tardes plácidas e indeléveis

Sua escuridão ressuscita sofrimentosde outrora,
poder e fé dividem suas esquinas
e o metal valioso consome seus dias de paz
mas suas ladeiras reavivam na memória
a alegria das noites boêmias

Suas casinhas tão próximas escondem
a distância entre as classes
as minas são tristes painéis da condição humana
dos pequenos que dormiam irrequietos
embaixo do sono tranquilo da cidadezinha

O lenço que acenava ao longe
silenciou-seos amores tórridos e os não correspondidos
ficaram em algum beco esquecido de seu passado
fora de seu pequeno vale a vida continua ...


Elzenir Apolinário

terça-feira, 22 de novembro de 2011

LEMBRE-SE QUE EU TE AMO( Remember I love you)


Quando você sentir as coisas dando errado
Sentindo que não pode contar com ninguém
Não tenha medo de seguir adiante
É só um teste e disseram que seria fácil você vacilar
A parte mais difícil é começar novamente


Lembre-se Que Eu Te Amo
E Eu Sempre Serei Verdadeiro
Lembre-se Que Eu Te Amo
E me darei por inteiro para ti


Você já viu várias regras serem quebradas
Todos estão pensando nisso
E nasci para ser seu tolo
Fazer seu coração parar de se partir (você sabe)
Você sabe que tem minha mão a te apoiar


quando todos não a entendem

Lembre-se Que Eu Te Amo (te Amo)
E Eu Sempre Serei Verdadeiro
Lembre-se Que Eu Te Amo
E me darei por inteiro para ti


Você Está Desistindo
Mas, A Parte Mais Difícil É Começar De Novo
Você, você vê que os anos passam rápido
Você já se perguntou o porquê do que você passou?
Estamos sob algum feitiço e só há uma coisa a fazer
Estenda sua mão para mim, que chegarei até você


Lembre-se Que Eu Te Amo (te Amo)
E Eu Sempre Serei Verdadeiro
Lembre-se Que Eu Te Amo (te Amo)
E me darei por inteiro por ti
Lembre-se Que Eu Te Amo (te Amo)
E Eu Sempre Serei Verdadeiro
Lembre-se Que Eu Te Amo (te Amo)
E A Minha Vida É Toda Por Você



(Jim Diamond)


Linda música...poética!!!


sábado, 19 de novembro de 2011

VIRANDO A PÁGINA...



Isto é Brasil, o país e o candidato que o eleitor merece !!!! Será que não nos cansamos de ser explorados? Como se já não bastasse, elegemos nossos próprios exploradores. Este é o país sem senso crítico. Quando deixaremos de ser otários?

Elzenir Apolinário

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

MISTÉRIO



Ela surgiu como a sombra a eclipsar o sol

seus passos firmes já sabiam a direção

seus cabelos ao vento denotavam liberdade

seus olhos escondiam segredos.


Seu encanto era o mistério
seu silêncio o resguardava
seu olhar não me diz quem és tu
que segredos trazes em teu coração?


Sei que iluminaste um canto escuro de minha alma
juntaste as cinzas de um coração
e trouxeste-me de volta a vida
e a paz perdida, mas ainda não sei
quem és tu...


Elzenir Apolinário



domingo, 6 de novembro de 2011

CARPE DIEM















Aproveite o dia, pois

a vida é caixa de surpresas

a alegria não tem preço

o mundo é belo

e a máquina impiedosa do tempo

tudo vai levar

Aproveite o dia

que não se sabe se outro virá

percorra os campos

prove os prazeres

mesmo se o dinheiro acabar

Aproveite o tempo
não jogue fora minutos de vida

tudo passará e nada vai voltar

percorra o mundo vá ao fundo

mesmo sem sair do lugar

Aproveite a si mesmo

com tudo o que tiver

aprecie uma música

chore, sinta, e de novo

caia na vida que é

uma roda a girar

Aproveite as pessoas

que estão a passar

a vida é bela

e o tempo é efêmero

só as memórias poderão ficar...


Elzenir Apolinário

domingo, 30 de outubro de 2011

DOIS CAMINHOS



E se de repente a vida se desdobrasse em dois caminhos
aparentemente iguais, mas com toda diferença ao caminhar?
as difíceis escolhas a se fazer
a dúvida de que se deve seguir este caminho não aquele
o que faríamos?
sentar à beira da estrada à espera de um milagre
um sinal para nos auxiliar
ou arriscar a escolha?
escolhas são responsabilidades apenas nossas
de ninguém mais
e a estrada da vida espera sua decisão...

Elzenir Apolinário

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O PIOR MAL DO SER HUMANO



O pior mal do ser humano

não é a cobiça,

não é o egoísmo,

nem a inveja

é a língua!!!


Elzenir Apolinário

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

MULHER NATURAL


Quem disse que silicone

A deixa gostosa?

Não creio nessa prosa

que só faz enganar


Prefiro o corpo

Com as curvas

Sem mudanças no traçado

A pele com textura

Tudo bem natural


Desejo os seios macios

Os bicos singelos

O volume sincero

Sem ‘plástico’

Ou outra ‘fantasia’

Que parece uma alegoria

Pra desfilar


A bunda é outro ponto

Que gera discórdia

Antes tão melosa

Ao caminhar

Agora toda estranha
Não rebola

Não encanta

Só tem volume

E pose pra fotografia


As coxas ficaram parrudas

Parecendo de estivador

Pisadas indelicadas

Marcando marcha forçada

Sem charme no andar

Tragam nossas mulheres de volta!

Aquelas antes

Apenas de carne

Sem injeção

Sem cirurgia

De boca bonita

Com o desenho perfeito


Devolvem-nos os olhos encantadores

O rosto sem enchimentos

Os cabelos sem apliques

Que deixam a mulher

Com jeito de fêmea


Em contrapartida

Podem levar essa ‘oficina de modelagem’

Que inventa mulherzinhas

Sem nenhuma emoção.


Guará Matos

sábado, 15 de outubro de 2011

AOS DESBRAVADORES DA EDUCAÇÃO


Eles acordam cedo, dormem tarde, não têm finais de semana tranquilos, trabalham 24 horas por dia, são mal remunerados; mas ainda acreditam em seu trabalho e que são fatores de mudança social. Esta é a realidade de um profissional da educação no Brasil. Muito se fala em valorização da educação, mas ainda estamos longe de reconhecer a importância de um professor.



Eles acreditam em seu trabalho, mas a sociedade não. Querem com afinco mudar a realidade a sua volta e não medem esforços para isto. São lembrados em apenas uma data específica, porém estão lá no fundo de suas persistências sempre buscando formas de melhorar seu trabalho e obterem resultados mais satisfatórios para si mesmos e para seus ensinados. Em seu labor silencioso, travam lutas internas com o descontentamento frente aos obstáculos que dificultam seu trabalho tentando deixar suas impressões sensíveis em um mundo moderno desprovido de valores.

Niguém disse que seria fácil, porém não disseram que educar teria nova conotação. Não nos disseram que teríamos que criar filhos dos outros e ainda sofrer repreensões ao exercermos nosso dever de educadores. Não nos disseram que carregaríamos os pesos do mundo sobre nossos ombros, pois somos seres de coração sensível. Pensamos que podemos mudar o mundo e as pessoas, mas apenas podemos instrui-las deixando que façam suas próprias escolhas. Não disseram que em muitas vezes sofreríamos ao vermo-nos de mãos atadas em relação às dificuldades e problemas dos alunos.

Então, devemos fechar o coração e trabalhar como máquinas? Máquinas não reclamam , não sentem, apenas fazem seu trabalho sem se preocupar com o resto. A sociedade não sentiria vergonha do que faz com o profissional da educação, mas sofreria o ônus ao perceber que o educador-máquina não se preocupa com problemas sociais e esta mesma sociedade ficaria ainda mais doente.

Desbravadores somos, pois em meio à vastidão social procuramos nosso lugar ao sol que não é o status, nem o mar de riquezas, este seria o reconhecimento de todos por nosso trabalho transformador e enobrecedor de seres humanos.


Elzenir Apolinário

Parabéns a todos os desbravadores da educação. Força sempre!!!!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

UM SONHO DE VÁRIAS CORES




Hoje, acordei menos cansada
menos preocupada
mais verdadeira

mais alegre e cheia de esperanças


Hoje, acordei sem maldade
longe da inveja e da maledicência
acordei com olhos brilhantes

e curiosos a tudo o que se passa ao redor


Acordei com vontade de brincar na terra
de comer doces fora de hora
de tomar sorvete de chocolate
andar de bicicleta e demorar no banho

Acordei com vontade de correr
para ganhar um abraço
com vontade de fazer beicinho
para ganhar carinho


Acordei cheia de paz
e espalhando amor pela casa
querendo um pouco de atenção
em meio a correria dos que passam


Hoje, acordei de um sonho
em que eu caminhava sem pressa
estava leve e cheia de cores
acordei criança...


Feliz dia das crianças para todos!!!

Brinquem muito com sua criança interior!!


Elzenir Apolinário

terça-feira, 11 de outubro de 2011

15 ANOS SEM RENATO RUSSO



Sem Renato, nosso rock ficou menos poético, menos revolucionário e menos fervoroso.Suas canções mexiam com as mentes e os corações. Seu grito de ecoava por toda a nação e nos mostrava um país injusto, corrupto e desigual. Sua fonte de inspiração era um país caótico e a evolução dos tempos.


Sua poesia nascia do incostante, do inusitado e do fundo de um coração partido. Seu grito se fará ouvir para todo o sempre em forma de canção. Sua voz será eterna para seus fãs!!!


SAUDADE...SAUDADE....SAUDADE...



Elzenir Apolinário


domingo, 9 de outubro de 2011

UM HOMEM INTELIGENTE FALANDO DAS MULHERES


Tenho apenas um exemplar em casa, que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém.

Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro.

Beijos matinais e um 'eu te amo’ no café da manhã as mantêm viçosas e perfumadas durante todo o dia.......... Flores também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade. Respeite a natureza. Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia.

Não faça sombra sobre ela. Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda. Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar.

O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo. É, meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay. Só tem mulher quem pode!


Luis Fernando Veríssimo


Precisa falar mais ???

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

MUDANÇAS...



Numa manhã de inverno
Quando o sol nascia por detrás da montanha
Notei em minha face ventos quentes do sul
Senti um misto de fascínio e medo, tal como uma surpresa tamanha.

O frio que congelava minha alma
E constituía uma forte muralha em meus sentimentos
Começou a ceder ao aconchego de novos ares
Que traziam algo que eu desconhecia, maravilhosos novos ventos.

O tom cinza da paisagem
Deu lugar ao verde da vegetação e ao multicolorido das flores
Que exalavam um envolvente perfume pelos campos
Inebriando o meu corpo, subtraindo-me do mundo real de ilusões e dissabores.

Se a insegurança outrora assolava meus pensamentos
Senti que uma força misteriosa atuava em meu favor
Meus medos e anseios já não representavam ser adversários invulneráveis
Essa loucura, aventura radical, assim é o inexplicável amor!

Notei que o amor era uma aposta
Em que a ocorrência do fracasso é extraordinariamente superior
Como entender algo tão maravilhoso
Que dividia a vida entre a alegria e a tristeza; o frio da solidão e a paz interior.

Pensei ter me precavido
Escolhido as melhores cartas, as melhores opções
Mas nesse jogo a sorte não é o único fator
Deve haver sincronia, sincronia de corações.

Enquanto se escreve versos de poema
Para um amor que se sonha eternamente durar
A verdade chega como a noite ao cair da tarde, e muda tudo
Fazendo a beleza, outrora ressaltada, se silenciar.

Nem todo mundo joga limpo nesse jogo
Trapaças não demoram muito aparecer
Dizem, porém nada dizem
Parecem amar muito, mas nada amam; afinal, o único objetivo é vencer.

Enquanto um ostenta o troféu da glória
Glória comprada com o preço da desilusão, o outro tomba derrotado
Quem ganha, ganha muito pouco
Quem perde, perde mais que o esperado.

O segredo está em escolher com quem se joga
Um adversário que não coloque a vitória como algo singular
Nesse jogo devemos ser parceiros, a disputa não se mostra viável
O amor é comunhão plena de vida, ou não se tem amor.

Mas tudo nessa vida nos traz uma lição
Se a razão absoluta nos torna desumanos, os sentimentos podem nos enganar
Se a queda não nos impede de prosseguir em nossa caminhada
Tão pouco por sofrer alguém deixará de amar.

Bruno de Carvalho

sábado, 24 de setembro de 2011

REFLEXÕES ROCK IN RIO



A música que anunciava as manhãs e embalava as tardes não existe mais
os sons que recordavam amores, guerras e paz morreram na calada da noite
ouço zumbidos sem sentido a que chamam de música
sons que fazem rodopiar, mas não trazem a graça de um movimento

a música que consolava corações partidos ou os partia ainda mais se foi
a dança que aproximava pessoas...criava romances acabou.
os sons que nos faziam sonhar ou querer mudar o mundo foram silenciados

a música de verdade jaz impassível no coração daqueles que a conheceram
a mistura harmônica de sons está soterrada pelos barulhos ensurdecedores
do que chamam de nova música.


The show is over!!

Elzenir Apolinário

domingo, 18 de setembro de 2011

MONA LISA: UM NOVO OLHAR

Seu sorriso zomba da ignorância da humanidade,
Seu olhar anuncia desconfiança
seus lábios nada dizem
mas sua mente rodopia em pensamentos nefastos
suas mãos nada delicadas
avançavam os limites da feminilidade

Mas nada intriga mais que seu olhar...
curioso, pensativo... olhas para nós
e nossas inquietações diante de seus mistérios
resguardas tuas forças em traços rudes
sua alma inatingível repousa tranquila
e zombarás de nós por toda a eternidade...

Elzenir Apolinário

domingo, 4 de setembro de 2011

PELA LUZ DOS OLHOS TEUS



Pela luz dos olhos teus vejo um horizonte...
não me importa a cor, se azul ou verde,
importa apenas segui-la e aprender-te

pela luz dos olhos teus encontro um caminho
não sei se paz ou tribulação
quem sabe a salvação ou a perdição

pela luz dos olhos teus vejo
sua alma...seu brilho...sua cor
vejo um reflexo dos sonhos
ou quem sabe a porta da dor

pela luz dos olhos teus
vejo meu mundo ao avesso
o fim e o começo
vejo refletidos nos teus, os olhos meus...

Elzenir Apolinário

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

ASAS QUEBRADAS



Então não éramos a menina e o pássaro

éramos dois pássaros de asas quebradas

procurando um refúgio para nos escondermos

da tempestade que se irrompia

dentro e fora de nós


nossas feridas abertas ainda doiam

e tentávamos inutilmente nos curar

achávamos que tudo ficaria bem um dia

mas este dia estava longe de chegar



nos escondemos o mais longe possível

fingindo não perceber nossas dores

acreditávamos a cada amanhecer

que tudo ficaria bem


andávamos à procura de nossa parte

perdida em meio aos escombros de

nossa frágil e mutilada alma

queríamos nos livrar da angústia

que nos corroia


as asas quebradas nos impediam de voar

nossas mentes viajavam, mas nosso corpo

ainda mortificado pela tristeza nos prendia ao chão

será que voltaríamos a voar?

poderíamos ser de novo a menina e o menino

mas ainda éramos pássaros...


Elzenir Apolinário

terça-feira, 2 de agosto de 2011

PORTAS ABERTAS



Fujo...me escondo , mas deixo as portas abertas para voltar

a vida me enrola me leva prá lá e pra cá

mas ainda penso em voltar

corro pelas ruas e avenidas

vejo o tempo passar...

e no coração o desejo e vontade de ficar

sigo as voltas do sol e a chegada do luar

os caminhos me levam para direção incerta

mas deixo as portas abertas para um dia voltar



Elzenir Apolinário


segunda-feira, 18 de julho de 2011

PESSOAS QUE PASSAM POR NOSSA VIDA

Pessoas entram na sua vida por uma "Razão", uma "Estação" ou uma "Vida Inteira". Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por cada pessoa.


Quando alguém está em sua vida por uma "Razão"... é, geralmente, para suprir uma necessidade que você demonstrou. Elas vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio, ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente. Elas poderão parecer como uma dádiva de Deus, e são! Elas estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá.


Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim. Às vezes, essas pessoas morrem. Às vezes, eles simplesmente se vão. Às vezes, eles agem e te forçam a tomar uma posição. O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho delas, feito. As suas orações foram atendidas. E agora é tempo de ir.


Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "Estação", é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender. Elas trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir. Elas poderão ensiná-lo algo que você nunca fez. Elas, geralmente, te dão uma quantidade enorme de prazer... Acredite! É real!


Mas somente por uma "Estação". Relacionamentos de uma "Vida Inteira" te ensinam lições para a vida inteira: coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida. Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa, e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida. É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente. Obrigado por ser parte da minha vida. Pare aqui e simplesmente SORRIA.


A.D.

sábado, 9 de julho de 2011

O QUE QUERES DE MIM?



O que queres de mim? Se já te dei meus beijos
e o afago de meus carinhos?

Já não bastam as palavras amigas

e o olhar terno?

Já não bastam os risos compartilhados e

aquecer-te em noites frias?

queres matar o desejo do corpo

e esquecer os desejos da alma?

queres o leve vento no rosto

e as feridas abertas no coração?

queres ganhar o mundo e perder

o mundo de alguém?

Afinal, o que queres de mim?

Elzenir Apolinário



terça-feira, 5 de julho de 2011

SELO 400 RELEITORES!!!



Para todos os meus queridos releitores


Obrigada!!!


Elzenir

domingo, 3 de julho de 2011

SABEDORIA



Mergulhei fundo na vida em busca do saber


mas quanto mais buscava, mais descobria


que não sabia nada.

não era triste constatação, pois me impelia a continuar


em minha frenética busca,


ouvi os sons das palavras e do silêncio


mas ainda era pouco


como eu tentava inutilmente encontrar a sabedoria


por acaso seria jovem demais para conhecê-la?


como encontraria este dom tão precioso?


dentro de mim, não seria....sentia-me vazio
a cada passo do caminho.


Queria saber onde ela está e por que


se escondeu de nós, reles mortais


eu ainda ignorava o segredo do mundo


e lutava contra o tempo para não perdê-la


pensava que poderia encontrá-la mais perto de nós


mas a sabedoria repousava calma e plena em seu lugar.




Elzenir Apolinário



sexta-feira, 24 de junho de 2011

AMOORRRR! VOCATIVO BANAL

AMOOOOORRR!!!





Amoooooorrrrrrrrr!!! Seria uma piada ou apenas um banal vocativo dos nossos tempos? Como é incrível perceber as pessoas clamamando falsamente uma palavra tão doce. Há pessoas que dizem eu te amo no primeiro encontro... alegando que é um sentimento profundo e arrebatador...O que pensariam os antigos que demoraram anos para construir seus amores, pois amavam na convivência?


É angustiante ver uma pessoa falar mal da outra e no mesmo instante chamá-la de amor. Será que tudo é amor? Ou estamos buscando-o com tanta voracidade que o estamos banalizando? As perguntas são muitas e as respostas, vagas; enquanto alguns se lambuzam de falso amor.

Amor, verdadeiro não carece de expressão constante. Apenas um olhar é capaz de expressar o que mil palavras não conseguiriam. É mesmo para rir o comportamento patético de alguns casais, que se derramam de amores exalando superficialidade. não estou dizendo que não exista amor de verdade, mas amor bonito não precisa de demonstrações constantes, apenas de alguém que o sinta verdadeiramente no fundo da alma.


Elzenir Apolinário

quarta-feira, 15 de junho de 2011

À PROCURA DA POESIA



Eu procuro a poesia como alguém que

saiu de casa sem destino

dou a volta no mundo e aproximo palavras

busco o som suave das rimas ou o silêncio dos

versos brancos

Busco a poesia em paredes rotas

em espaços vazios..

corro por entre as nuvens do pensamento

sofregamente quero encontrá-la

para desfazê-la

As palavras soltas ao vento

fogem de mim, tento encontrá-las

nos rostos estranhos da multidão

podem se esconder em qualquer lugar

principalmente em um triste olhar


A poesia já não é mais minha

ganhou forma e cores próprias

talvez nem a reconheça quando passar

talvez eu finja ser poeta para me aproximar

amo as palavras ... continuo a procurar

Elzenir Apolinário

sábado, 11 de junho de 2011

TER OU NÃO TER NAMORADO



Quem não tem namorado é alguém que tirou férias remuneradas de si mesmo.

Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia.

Paquera, gabira, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas namorado mesmo é muito difícil. Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio, e quase desmaia pedindo proteção.A proteção dele não precisa ser parruda ou bandoleira:basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.

Quem não tem namorado não é quem não tem amor: é quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes,dois paqueras, um envolvimento, dois amantes e um esposo; mesmo assim pode não ter nenhum namorado. Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema, sessão das duas,medo do pai, sanduíche da padaria ou drible no trabalho. Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar lagartixa e quem ama sem alegria.


Não tem namorado quem faz pactos de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade,ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de curar. Não tem namorado quem não sabe dar o valor de mãos dadas,de carinho escondido na hora que passa o filme, da flor catada no muro e entregue de repente, de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque, lida bem devagar, de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada, de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia,ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo, tapete mágicoou foguete interplanetário.


Não tem namorado quem não gosta de dormir, fazer sesta abraçado, fazer compra junto. Não tem namorado quem nãogosta de falar do próprio amor nem de ficar horase horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele;abobalhados de alegria pela lucidez do amor. Não tem namorado quem não redescobre a criançae a do amado e vai com ela a parques, fliperamas,beira d’água, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.
Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos, quem não se chateia com o fato de seu bem ser paquerado. Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia do dia de sol em plena praia cheia de rivais.

Não tem namorado quem ama sem se dedicar, quem namora sem brincar, quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele. Não tem namorado que confunde solidão com ficar sozinho e em paz.Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmoe quem tem medo de ser afetivo.


Se você não tem namorado é porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando 200Kg de grilos e de medos. Ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesma e descubra o próprio jardim. Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenção de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada.Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteio.


Se você não tem namorado é porque não enlouqueceu aquele pouquinho necessário para fazer a vida parar e,de repente, parecer que faz sentido.



Mestre Carlos Drummond de Andrade


Para Abelardo e Heloisa; Romeu e Julieta; Tristão e Isolda, Cleo e Daniel; Otelo e Desdêmona.


Elzenir A polinário

segunda-feira, 6 de junho de 2011

A COBRA E O VAGALUME




Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um vagalume que só vivia para brilhar.Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava em desistir.Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada...No terceiro dia, já sem forças o vagalume parou e disse à cobra:

- Posso fazer três perguntas ?

- Não costumo abrir esse precedente para ninguém mas já que vou te comer mesmo, pode perguntar...

- Pertenço a sua cadeia alimentar ?

- Não.

- Te fiz alguma coisa ?

- Não.

- Então por que você quer me comer ?

- PORQUE NÃO SUPORTO VER VOCÊ BRILHAR...



Pensem nisso e selecionem as pessoas em quem confiar.
AD.


terça-feira, 31 de maio de 2011

CARTA DE NAPOLEÃO PARA JOSEFINA BONAPARTE




“Não passo um dia sem te desejar, nem uma noite sem te apertar, nos meus braços; não tomo uma chávena de chá sem amaldiçoar a glória e a ambição que me mantêm afastado da vida da minha vida. No meio das mais sérias tarefas, enquanto percorro o campo à frente das tropas, só a minha adorada Josefina me ocupa o espírito e coração, absorvendo-o por completo o pensamento. Se me afasto de ti com a rapidez da torrente de Ródano, é para tornar a ver-te o mais cedo possível. Se me levanto a meio da noite para trabalhar, é no intuito de abreviar a tua vinda, minha amada.


E no entanto, na tua carta de 23, tratas-me na terceira pessoa, por Senhor! Que mazinha! Como pudeste escrever-me uma carta tão fria? E depois, entre 23 e 26 medeiam quase quatro dias: que andaste tu a fazer, porque não escreveste a teu marido?... Ah, minha amiga, aquele tratamento do “senhor” e os quatro dias de silêncio levam-me a recordar com saudade a minha antiga indiferença. (…) Isto é pior que todos os suplícios do Inferno. Se logo deixaste de me tratar por tu, que será então dentro de quinze dias?! Sinto uma profunda tristeza, e assusta-me verificar a que ponto está rendido o meu coração. Já me queres menos, um dia deixarás de me querer completamente; mas avisa-me, então. Saberei merecer a felicidade…


Adeus, mulher, tormento, felicidade, esperança da minha vida, que eu amo, que eu temo, que me inspira os sentimentos mais ternos e naturais, tanto como me provoca os ímpetos mais vulcânicos do que o trovão. Não te peço amor eterno nem fidelidade, apenas a verdade e uma franqueza sem limites. No dia em que disseres: “Quero-te menos”, será o último dia do amor. Se o meu coração atingisse a baixeza de poder continuar a amar sem ser amado, trincá-lo-ia com os dentes.



Josefina: lembra-te do que te disse algumas vezes: a natureza faz-me a alma forte e decidida. A ti, fez-te de rendas e de tule? Deixaste ou não de me querer? Perdão, amor da minha vida. A minha alma está neste momento dividida em várias direcções e combinações, e o coração, só em ti ocupado, enche-se de receios…Enfada-me não te chamar pelo teu nome, mas espero que sejas tu a escrevê-lo.Adeus. Ah, se me amas menos, é porque nunca me amaste. Tornar-me-ias então digno de lástima." Napoleão



P.S. – A guerra este ano está irreconhecível. Mandei distribuir carne, pão, e forragens à minha cavalaria prestes a pôr-se em marcha. Os soldados patenteiam-me tal confiança que não tenho palavras para descrever-te. Só tu me causas desgostos. Só tu, alegria e tormento da minha vida. Um beijo aos teus filhos, de quem não me dás notícias. Ai, não! – levar-te-ia a escrever o dobro, e as visitas das dez da manhã não teriam o prazer de ter ver. Mulher!!!



Cartas de Amor de Napoleão Bonaparte a Josefina Bonaparte, in revista Tabu do Semanário Sol

quinta-feira, 26 de maio de 2011

CONVERSA COM MEU PAI




Pai, hoje acordei com vontade de te ver, te abraçar, mas você já tinha saído para o trabalho. Fiquei enrolando na cama e pensando nos momentos em que ficávamos juntos inventando novas brincadeiras ou sem fazer nada. lembrei-me daqueles momentos em que assitíamos a meus desenhos favoritos e você cochilava no sofá , mas de sobressalto acordava para dar gargalhadas comigo...eu fingia que não notava seu sono, pois estava feliz em te ter por perto.



lembro-me de quando levava meus tombos da bicicleta e você sempre me encorajava a tentar outra vez...ah, pai, hoje isto me faz uma falta quando me deparo com as longas equações de matemática...fico pensando que sua voz me encorajaria a tentar de novo. Penso no ciúmes que minha mãe tinha de nós, mas eu entendia, já que éramos um grupo fechado , homens da casa que tinham suas peripécias com hora marcada.



Pai, lembra-se de quando me apaixonei pela menina da esocola e você me ensinou a respeitar meus sentimentos, mas ter coragem de falar com ela? Ela não me deu bola, mas mesmo assim eu fiquei orgulhoso de tentar....confiava em você acima de tudo. Você era meu herói, amigo e PAI!



Quando foi que nos perdemos um do outro? Quem te tirou de mim? A vida, o trabalho, as responsabilidades? Pai, sei que você quer me dar o melhor, mas para mim o melhor é você. Sinto sua falta, das horas em que passávamos juntos. De tudo, ficou apenas um vazio. Eu cresci, mas ainda sou aquele menino que te ama e precisa de seu amor.



Pai, coloquei esta carta junto com a conta de luz, não quero que você pense que é mais uma conta a ser paga, só fiz isto porque sabia que assim , você a encontraria e a leria. Precisava desabafar e lhe mostrar o quanto te quero ao meu lado mais que ontem e menos que amanhã. Preciso do amor que você guarda no peito e não tem tempo de mostrar. Preciso do héroi que me faz enfrentar a vida com coragem, preciso do amigo para me apoiar e por fim preciso do meu PAI.




Elzenir Apolinário


Em homenagem aos meus alunos da 902.


sábado, 21 de maio de 2011

O PAÍS CEM EDUCAÇÃO




Números, palavras e nada de ações para mudar a realidade do sistema educacional do país. Lindas propagandas enganosas vão ao ar para iludir, mascarar o triste quadro em que está a nossa educação. Só mesmo quem convive todos os dias com o sistema tem ciênca das mentiras que se vendem na mídia, pois nosso país está entre os piores resultados em educação.



Dizer que o salário dos professores é baixo, já não é suficiente, é até de menos. O pior é ser obrigado a aprovar alunos que não atingiram um nível satisfatório de aprendizagem, mentindo para ele e sua família, que ele aprendeu. A educação está doente e mais doente ainda é quem ainda não acordou, ou não admite o fato de que ela é a saída para resolver vários problemas, dentre eles, a marginalidade.



O professor se vê numa encruzilhada, de mãos atadas observando o declínio da educação pública. Sabendo que os governantes querem um país burro, que não sabe votar ou mesmo exigir seus direitos de cidadãos. Não querem seres pensantes que sejam pedras em seus sapatos. Querem, sim, povo que vota sem pensar e depois apenas se põe a reclamar. Se o Brasil é o país do futuro, tenho certeza de que não será pela educação, pois somos um país cem educação.


Elzenir Apolinário

segunda-feira, 16 de maio de 2011

TENHA FÉ!!!




Uma situação, qualquer que seja,


nunca é apenas boa ou ruim.

haverá sempre custos e benefícios.

Quanto mais luz mais sombra.

Nunca se esqueça de que tudo é temporário

é muito importante preparar-se para a próxima etapa.

Você é único, o que te faz valioso

Confie em você mesmo e na ajuda cósmica.


A.D.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

CONFISSÕES



Tenho raiva de ti


porque roubas de mim meu coração

Tenho raiva deste olhar que perscruta o meu

para descobrir meus segredos

Tenho raiva destas mãos

que tocam as minhas e se afastam

Tenho raiva de sua ausência

que rouba meus pensamentos

Tenho raiva do sorriso

que arrancas do meu rosto ao te encontrar

Tenho raiva de todo o seu ser

que me mostrou a angústia do viver

Tenho raiva de ti que se afasta

sem dizer por que

Tenho raiva da distância que

me impede de te ver

E para curar minha raiva

mostra-me o caminho

que leva até você

Elzenir Apolinário

domingo, 8 de maio de 2011

UM BOM COMEÇO




A mãe lê, animadamente, as histórias de um livro para seu filho que ainda está no ventre. O que para muitos pode ser considerado loucura, para mim é um bom começo.

Elzenir Apolinário

quinta-feira, 5 de maio de 2011

2 ANOS DE RELEITURAS




Assim queria fazer 2 anos de releituras...pensando em quantas marcas deixei, quantos rastros de incompreensão suscitei, quantas reflexões provoquei, quantos risos e quantos aprendizados, tanto meus quanto dos outros, promovi.


Reli o mundo como criança curiosa ou como adulta inconformada, fui ao mais fundo de meus sentimentos e arranquei poemas soterrados pela bruta realidade, que nunca permiti que saissem...estavam aprisionados no fundo da alma. Reli, apesar das dúvidas, sem me preocupar com as certezas...apliquei meu olhar tanto emocional quanto racional às minhas palavras.


Muito escrevi, não sei se acertei, mas tentei...tentei dar sentido aos meus pensamentos e minha existência, tentei exteriorizar minhas angústias e inquietações da alma. Descobri que o mundo é uma porta aberta àqueles que querem compreendê-lo.


Sigo relendo o mundo e a mim mesma...até quando? Não sei. Enquanto houver sentido em minhas palavras ou enquanto eu buscar o sentido para elas. Se acabar, pelo menos valeu a pena.





Agradecimento especial aos meus releitores que vieram de várias partes do mundo para ouvir minhas palavras. Àqueles que me dedicam um fração de seu precioso tempo. Muito obrigada, de coração. Levem o lírio branco como selo de nossa amizade.



Elzenir Apolinário


terça-feira, 3 de maio de 2011

AS APARÊNCIAS ENGANAM

A imagem deste homem faz pensar que ele era um cordeirinho, mas era um lobo, apenas mais um exemplo de miséria humana!!

Elzenir Apolinário

sexta-feira, 29 de abril de 2011

INVASÃO



Venha invadir

meu mundo
minha alma
meu corpo,
mas não se vá
levando uma parte de mim
e deixando o vazio de ti.

Elzenir Apolinário

segunda-feira, 25 de abril de 2011

DO SILÊNCIO AO GRITO



Silencio minha voz sob pressão,

mas quem amordaçará meu pensamento?

as amarras de meu silêncio torturam minha voz

mas meus dedos continuam a falar

meus sentidos ecoam a solidão de minhas palavras

meus olhos também falam, ceguem-nos!

minha boca não diz nada, mas meu coração não se cala!

e as palavras encontram um caminho.

gritam de dentro do peito para longe.


Elzenir Apolinário


Pela liberdade de expressão.

terça-feira, 19 de abril de 2011

O BUSCADOR



Saí pelo mundo à procura de mim mesmo
vi olhares, gentes e vontades
caminhei por longinquas terras
joguei-me no mundo como cavaleiro andante

Cruzei os mares, pensamentos e lugares
senti os quatro ventos me tocarem
encontrei gente de glória e inglória
senti perfumes, novos gostos e dúvidas

Buscava a fonte da vida
o mundo criança que sorri para todos
sonhava encontrar tesouros e aventuras
dançava a valsa de meus desejos e delírios

Encantado pelas andanças
deixei pra trás meus dias nublados
e provei embevecido um gole da fantasia
ébrio de devaneios queria o infinito

Quebrei as fronteiras de meu ser
transpus a linha de meus horizontes
os ares, mares me absorveram
mas ainda buscava a metade de mim
perdida no tempo...

Elzenir Apolinário

quinta-feira, 14 de abril de 2011

O QUE É FELICIDADE?


Felicidade é andar pelas ruas sem pressa

é tomar um sorvete em dia de segunda-feira

é cantar no chuveiro sem se preocupar com os vizinhos

é pagar as 10 prestações da geladeira

é ver o sorriso de uma criança

é estar perto de quem faz sorrir nosso coração

é poder falar a verdade sem culpa

é se emocionar com uma música

é sentir nascer a esperança em campos sem flor

é estar na presença de amigos

é se abrir para o mundo

é poder dizer com humildade: não sei!

é fazer aquilo de que mais se gosta, seja lavar um carro ou dançar com a vassoura


é sair por aí sem destino

é sonhar sonhos possíveis e impossíveis

é lutar pelos sonhos

é aproveitar cada momento da vida


felicidade mora nas coisas mais singelas...as que ficam.

Elzenir Apolinário

domingo, 10 de abril de 2011

UM MINUTO DE RESPEITO



Os últimos acontecimentos no Rio de Janeiro me fizeram refletir sobre a mente humana, em como podemos ser perversos. E não falo apenas do demente que assassinou brutalmente as crianças mas também das pessoas que fizeram do fato um palco de espetáculos, uma subversão do respeito a que todo ser humano tem direito, o respeito à vida que pulsa em cada um de nós.




De um lado, a mídia explora o fato para vender notícias, do outro pessoas, sem um mínimo de respeito, comprazem-se em divulgar em sites da internet a imagem do assassino e suas vítimas. O que querem? Mostrar que estão antenadas aos acontecimentos ou tripudiar sobre a dor alheia? A situação está se tornando um circo. E a seriedade do fato banalizada.




Infelizmente, constato o que li há algum tempo, que dizia que o ser humano tem uma tendência para o mal. Torcemos pelo aumento do número de vítimas, por mais um tisunami no Japão, por mais catástrofes que alimentem e satisfaçam nosso lado perverso. Torcemos pela fuga do bandido, salvo se não formos nós mesmos as vitimas. Nosso lado mau está vencedo?




Creio que se cada pessoa que especula o fato tivesse diretamente algum envolvimento com ele não teria a mesma atitude, não acharia bonito estampar em seu perfil no orkut uma comunidade sobre o assassino e sua desprezível carta. Pelo contrário, respeitaria mais a dor que sentem as famílias das vítimas e rezaria por elas. Isto sim, é ser humano.




O fato também desperta a importância de se valorizar a vida do outro, através da humanidade que há em cada um de nós. E se não alimentarmos esta humanidade e respeito pelo outro, a raça humana estará perdida quando nosso lado perverso suplantar nossa bondade. Por tudo, peço um minuto de respeito pelas vítimas e suas famílias.




Elzenir Apolinário


quarta-feira, 6 de abril de 2011

UMA PALAVRA: SENTIR


sentir frio

sentir calor

sentir saudades

sentir dor


sentir raiva

sentir pena

sentir calafrios

sentir arrepios


Sentir alegria

sentir desejo

sentir medo

sentir amor


Sentir dúvidas

sentir tristeza

sentir calma

sentir leveza


Sentir o perfume

sentir o corpo

sentir a alma

SENTIR.....


Elzenir e sua palavra.

sábado, 2 de abril de 2011

EM BUSCA DO AMOR


Em busca do amor me lancei no mar da incerteza. Vaguei aos quatros cantos tentando encontrar a minha essência. Parti em busca de superação; era preciso deixar meus medos de lado Sai em busca de algo novo que pudesse dar sentido a minha existência. Achei que poderia encontrar as respostas para minhas dúvidas. Em uma dessas encruzilhadas para as quais a vida nos leva.Mas a cada passo a frente, a confusão parecia tomar conta de mim.


Era preciso muito mais que novos ares para me restaurar a paz interior. Em cada novo coração, em cada rosto em meio à multidão, Que nos reduz a meros coadjuvantes nesse palco da vida. Onde são encenadas inúmeras histórias, algumas tristes e melancólicas, outras marcadas por alegrias e paixões avassaladoras.


Eu vi vários destinos, mas nenhum que pudesse despertar em mim aquilo que me levou a sair de tão longe. Eu era um jovem que buscava o amor, o tão falado amor. Que orienta a nossa existência e promove uma reforma em nosso interior. Com ele, o mundo parece nos abrir os braços Tal como uma mãe a receber um filho que a muito estava ausente de casa. Mergulhada em uma forte angústia minha alma se encontrava.


Sentia a chama da vida cada vez mais se apagando dentro de mim Precisava de um norte para guiar a minha caminhada. Antes que a vida me empurrasse para um abismo sem fim. Senti o passar do tempo, o cansaço da jornada, a decepção de quem muito espera e pouco recebe Já não podia continuar, resolvi me dar por vencido Tantos anos, tantos lugares; talvez esse tal amor tivesse vergonha de mim

E com isso buscasse todo momento se manter afastado dos meus olhos. Quando parei e olhei para mim notei que era um homem envelhecido não pelo passar do tempo, mas pela amargura de tentar achar algo pelo meio mais impossível que tinha as mãos. Foi uma medida desesperada, de um homem sem qualquer esperança, sem qualquer luz que lhe mostrasse o caminho para a verdade, para a vida, para a felicidade. Larguei minha jornada, minha tão frustrada procura, mas tenho certeza que aprendi uma lição, que certamente evitaria as dores que sofri.

O amor verdadeiro não é forçado, nasce da espontaneidade; não pode ser comprado porque o seu valor é inestimável; não escolhe cor ou classe social, não tem nenhuma censura ou condição; possui sua maior expressão no amor do pai pela criação, amor que leva ao sacrifício, ao martírio, um amor por excelência.

Bruno Carvalho

terça-feira, 29 de março de 2011

FAXINA NA ALMA


Hoje joguei tantas coisas fora...

velhas lembranças

velhos sapatos

velhas ideias

velhos enganos


joguei fora os espinhos cravados no peito

a saudade de tempos sem volta

o medo de viver e sonhar...


joguei fora tudo o que impedia o novo

o renascer, o despertar...

joguei fora as dúvidas para não mais pensar

quero deixar a vida me levar


Quero o que há de bom em mim e o que não é tanto assim

quero o vento na cara e o sol das manhãs


Jogo fora o que não serve mais e sigo em frente

quero mais coragem e nenhuma pressa

não quero tudo...quero o que mereço

Felicidade e paz.


Elzenir Apolinário

terça-feira, 22 de março de 2011

OF COURSE, OBAMA!!!


Of course que toda a puxação de saco, elogios exagerados tinham um único propósito. Abra os olhos, Dilma, estamos sentados em cima de grandes riquezas naturais e acham que não sabemos cuidar delas.Of course, Obama que não somos tolos. A política da boa vizinhança deve ser bem assistida; estamos de olhos bem abertos, pois com os Estados Unidos vale a lei da esfinge:" Decifra-me ou te devoro."
Elzenir Apolinário

sexta-feira, 18 de março de 2011

AS LUZES DISTANTES


E ela sonhava com o brilho das luzes distantes
os pés firmes no chão, mas a mente a cruzar o oceano
os sonhos tinham várias formas e cores e
a conduziam...para onde?
que segredos guardava aquele reino distante?

Oh...as luzes, elas se bastavam
mas ainda havia o encanto no ar...
a brisa suave das manhãs
o rio que percorria inocentemente seu caminho
a relva verde à sua espera como uma pintura viva

um mundo bem maior que o seu
um sonho distante?
a terra encantada a chamava e
ela ainda encolhida em seu pequeno mundo
as luzes se apagam!

Elzenir Apolinário

segunda-feira, 14 de março de 2011

E-Q-U-I-L-Í-B-R-I-O



Se balanço, não caio
estou em equilíbrio
posso tropeçar
mas sei por onde vou e
o que vivo


Caminho sem pressa
quero o que é real
sanidade ou loucura não importam
quero o sentir

Ando no fio da navalha
sem medo
sei o que sou e o que quero
se vou, logo volto
se volto é porque quero

Elzenir Apolinário