SABEDORIA

Como é feliz o homem que acha a sabedoria, o homem que obtém entendimento, pois a sabedoria é mais proveitosa que a prata e rende mais que o ouro. É mais preciosa que rubis; nada do que você possa desejar se compara a ela. Na mão direita, a sabedoria lhe garante a vida longa, na mão esquerda, riquezas e honra. Os caminhos da sabedoria são caminhos agradáveis e todas as suas veredas são paz. (Provérbios 3:13-17)

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

INDAGAÇÕES


Então as almas gêmeas se encontram, mas nem sempre ficam juntas? Basta-lhes uma andança pelo ser do outro em distantes espaços físicos? Terão que encantar outras almas, sabendo que já se encantaram? Seria perfeito demais, poético demais, sem um traço do viés trágico que povoa as histórias? Entre elas apenas indagações e um vácuo intransponível...

Elzenir Apolinário

11 comentários:

  1. Se pode haver algo de mais terrível no universo dos sentimentos, é que nem sempre almas gêmeas ficam juntas. Não, não lhes basta andança pelo ser um do outro, nem lhes agrada encantar outras almas senão aquela alma da qual se encantaram. Mas, então, se assim é, por que nem sempre se completam, se aparentam ter nascido para se completar? Eu diria que é preciso deixar pistas pelo caminho, mas, às vezes por timidez, nem sempre deixam; que é preciso que as duas saibam ler nas entrelinhas, o que nem sempre fazem; que é preciso ousar um movimento totalmente descoberto, exposto, mas nem sempre ousam; que é preciso dizerem simplesmente ‘oi’, mas nem sempre dizem... Então, é verdade: especialmente quando duas almas são gêmeas em amor mas também em timidez, nem sempre ficarão juntas, embora se amem desde sempre. Beijosssssssss
    Nota: tenho lido teus textos; fiz comentários nas duas datas que citei no comentário anterior, mas não sei se tu entendeste; voltei várias vezes nos textos, mas, como não houve resposta tua, não sei se viste.

    ResponderExcluir
  2. Não percebi que eram comentários, vou olhar. Obrigada. Mas sobre as almas gêmeas, pense na situação em que elas se encontram tardiamente. Elas se encontram, mas uma delas já tem alguém. O que se faz é seguir em frente sabendo que teremos que encantar outras almas. Abçs

    ResponderExcluir
  3. Curiosa, a forma como colocaste tua última frase. Terá sido meramente casual? Porque, muitas vezes, as nossas frases apontam quem é quem sem mesmo nos darmos conta, não é verdade? Na penúltima frase, uma das pessoas já tem alguém. Na última, 'teremos que encantar outras almas'. Interessante. Digo, artisticamente, é claro. rs Mas já que propuseste uma situação diferenciada, aproveito para propor também uma: pense em alguém de quem a única pessoa da vida foi cortada prematuramente, ainda saindo da adolescência, e esse alguém decidiu, em plena juventude, e apesar de razoavelmente assediado, que não deseja mais encantar ninguém. Não é interessante, também? rs Abraçossssssss

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Eu diria que é viver em estado vegetativo, morte em vida. Amor é vida!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu também diria ambas as coisas. Muito belo o teu face. E abri um canal de comunicação no teu e-mail. Abraçossssss

    ResponderExcluir

Releituras