SABEDORIA

Como é feliz o homem que acha a sabedoria, o homem que obtém entendimento, pois a sabedoria é mais proveitosa que a prata e rende mais que o ouro. É mais preciosa que rubis; nada do que você possa desejar se compara a ela. Na mão direita, a sabedoria lhe garante a vida longa, na mão esquerda, riquezas e honra. Os caminhos da sabedoria são caminhos agradáveis e todas as suas veredas são paz. (Provérbios 3:13-17)

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

SOBRE A VERDADE


Estas reflexões começam através de um fato curioso que aconteceu comigo na universidade onde trabalho. Uma aluna que havia participado do seminário literário, ao ver sua nota do trabalho no portal, aproximou-se de mim e inesperadamente pediu-me que diminuisse sua nota porque ela não havia lido o livro apresentado. Sua atitude surpreendeu os presentes. A situação era dicotômica, pois a sinceridade dela mereceia benevolência, mas a atitude de não ler o livro merecia punição. Minha aprendizagem com o magnífico rei Salomão exarou que ela sofreria pequena punição.
Tudo aconteceu nesta semana....A partir deste dia aumentou, ainda mais minha inquietação com a mente humana. Como meu querido Machado de Assis, gosto de observar o comportamento humano.Cheguei à seguinte conclusão: a verdade pode ser cruel, mas dói menos que a mentira, mas é preciso ter a coragem desta aluna para assumir a verdade e imunizar-se contra as tentações da mentira. A pessoa que é feita de verdade não se aquieta com as inverdades. E ainda há pessoas honestas neste mundo, basta que nos aproximemos delas, gente do bem, que só nos farão acrescentar, jamais empobrecer o espírito.
Esta foi uma semana de grandes aprendizados...

31 comentários:

  1. Querida Elzenir
    Gostei do post...ele faz-nos ver que o mundo não está completamente perdido.
    Um beijo carinhoso
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Realmente está raro ver pessoas sinceras e de boa índole, mas existem muitas.
    Que bom que seu aluna tem carácter, pois eu considero essa, uma das maiores virtudes!
    Bjus!

    ResponderExcluir
  4. E qual foi a punição?
    Post culto, pelo menos pra mim, aprendi duas palavras novas: dicotomia e exarar, uhuhhuhuh

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela visita e comentário, seja sempre bem-vinda em meu recanto. Como percebeu estou seguindo seu blog assim podemos manter contato. bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. Cara Mestra/Poetisa

    Não vejo outro instrumento de reorganizar a raça humana, se não um professor.A aluna em referencia acredita na mestra,a nota é pura estatítica, a magia do seu conceito sobre ela é mais forte. Parabéns

    ResponderExcluir
  7. hello, nice posting..come to my blog..smile from indonesia

    ResponderExcluir
  8. Hola Elzenir,
    La sinceridad en una persona es el valor mas preciado, no tiene precio.
    la mentira o el engaño tienen los pasos muy cortos.
    Te dejo unos besos.
    Fernando.

    ResponderExcluir
  9. A punição foi a perda de 3 pontos. atenuada pela sinseridade da aluna! Viver é aprender a cada instante em qualquer situação.Abraços carinhosos a todos.

    ResponderExcluir
  10. Obrigada, Ari, suas palavras me emocionaram demais!!!Grande beijo.

    ResponderExcluir
  11. Hello, Herman Sahari...I can`t open your home page,But i`m so happy with your visit. Thanks.KISSES

    ResponderExcluir
  12. a verdae cruel dói menos q a mentira...parabéns q verdade, Machado de Assis sempre o mestre de quem escreve, nós q temos esta pretenção não há como ignorar o pai das letras e da Academia, belo texto, profundas conclusões, bjos, bjos, bjosss

    ResponderExcluir
  13. Olá:-)
    Sou nova aqui ainda não li todos os seus post's mas apreciei este por me fazer pensar nessa aluna e que conheço poucas pessoas que tivessem tal atitude. O meu filho é autista de alto funcionamento e eles não sabem nem conseguem mentir ( mesmo que por omissão).
    Ainda bem que na vida damos com estas pessoas algo diferentes.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Olá amiga,
    Obrigada pela sua visita e amável comentário!
    Voltarei com mais tempo para ler seus posts, meu filhote tá dodói (com febre) e estou aqui de plantao.
    (gente vai perdoando, o teclado aqui nao tem os nossos acentos)
    Abracos com carinho,
    Márcia

    ResponderExcluir
  15. Olá minha cara professora,estou passando para uma rápida visita e quero agradecer sua simpática visita e amável comentário. Obrigada por seguir o blog. Volto com mais tempo depois. Bj.

    ResponderExcluir
  16. OI Elzenir,esta sua aluna com certeza seria expulsa do Senado Federal, por falta de decoro parlamentar(rs).

    Adorei o seu blog, e trago-lhe um especial convite de Betina Lara e Lucia Helena, que estão aprontando todas no meu blog, "COMO ERA FÁCIL FAZER SEXO".

    Espero você por lá.

    E não saio mais daqui.

    É de humor...e de graça!

    Um abração carioca!!!

    ResponderExcluir
  17. Uau... E quantos anos tem essa aluninha?

    ResponderExcluir
  18. Oi, Paulo, esta aluna merece todo meu respeito pq ela me respeitou ao dizer a verdade. Temos que validar as pessoas.Bjs

    ResponderExcluir
  19. Oi, Marcos, ela deve ter em média 20 anos.Tenra idade e é exemplo para todos nós.

    ResponderExcluir
  20. Elzenir, me fez lembrar de quando estava ainda no primário. Não havia feito o dever de casa, e a professora iria corrigir um por um na mesa dela, fui com tanto medo, mas tinha um bom senso falando forte em meu íntimo que tinha que falar a verdade. Ela perguntou porque não fiz e eu disse que foi porque eu não queria. Ela chamou a classe e disse que sempre deveríamos dizer a verdade e por isso ela me daria o visto e me parabenizou. Obrigado por essa releitura. Ofereço-te um selo e uma brincadeira. Um grande abraço, querida professora.

    ResponderExcluir
  21. Estoi seguindo seu blog. Vou voltar para melhor.
    Mas de início, gostei muito desse texto.
    A verdade é sempre melhor que a mentira.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  22. Elzenir,
    Temos que convir, que atitudes destas são raras! Ainda bem que há gente boa, que tem coragem de admitir que errou e merece uma punição.
    Bj,
    Marisa

    ResponderExcluir
  23. Talvez eu desse dois prêmios no lugar de uma pena branda, Elzenir. Um prêmio por ter confessado, para servir de exemplo não somente ao mentirosos, mas, também, aos que, mesmo sem mentir, são incapazes de reconhecer quando erram. O segundo prêmio pela inteligência: por conseguir uma boa nota no trabalho sem ler o livro. Exceto na hipótese de que o trabalho tenha sido copiado de outra pessoa.
    Mas a minha vinda aqui foi para agradecer pela sua visita e por tornar-se acompanhante do nas horas e horas e meias
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Sejam muito bem vindos o novos releitores, vamos fazer deste, um lugar de troca de experiências, uma mesa redonda com diálogo aberto e igualitário.Sejam vocês a essência deste blog, que não tem a intenção de apenas ser bonito, mas que seja uma verdadeira fonte de conhecimentos e interação. Bjs

    ResponderExcluir
  25. Que ensinamento maravilhoso vc nos transmite nesse post!!
    A verdade nada além da verdade, ontem ouvi um trecho de uma musica que falava assim, "Quando eu tiver que mentir que eu possa falar a verdade!!!"
    Lindo né?

    ResponderExcluir
  26. Olá Elzenir! Que bom que estou aqui não é?
    Como sempre seus posts são reflexivos!!!

    Pegarei em breve o selinho!

    Um enorme abraço!

    Adriana Pimentel

    ResponderExcluir
  27. Elzenir!
    Sou nova por aqui e estou gostando muito. Sou de Recife, e como psicóloga que sou, vivo observando o comportamento humano.
    Parabéns pelos seus textos.

    Essa sua colocação me faz repensar algo que muito venho questionando: a honestidade. Algum tempo atrás, se honesto era um dever. Hoje, diariamente,vemos nos meios de comunicação, as pessoas que têm um comportamento honesto, são recompensadas, são enfatizadas. Mas, o que está acontecendo? Ser honesto não é mais um dever e sim uma escolha de cada um? Que valores são esses? Como educar e repassar para as nossas crianças, a importância dos valores éticos e morais?

    Nina Rosa

    ResponderExcluir
  28. Penso não ser esta uma atitude isolada.
    As vezes também percebo alunos que pedem par diminuir uma nota quando a correção de uma prova é feita errada.
    O problema é que hoje estamos tão bombardeados pelo ruim, pelo injusto, pelo levar vantagem em tudo, que atitudes assim nos surpreendem.
    Mas o bom é vefr sementes que plantamos brotarem.

    Uma linda semana que se inicia para ti.

    ResponderExcluir
  29. BOA TARDE!!! MAHATMA GANDHI DIZIA QUE O ERRO NÃO SE TORNA VERDADE POR SE DIFUNDIR E MULTIPLICAR FACILMENTE.DO MESMO MODO A VERDADE NÃO SE TORNA ERRO PELO FACTO DE NINGUÉM A VER...PARABÉNS PELO BLOG..BJS

    ResponderExcluir
  30. Oi Elzenir!
    Adorei seu post,me fez recordar da minha adolescência.Gostava muito de ouvir um certo vinil,que ficou bem estragado de tanto ouvir certa música.

    Eu Sei

    Um dia pretendo
    Tentar descobrir
    Porque é mais forte
    Quem sabe mentir
    Não quero lembrar
    Que eu minto também...

    Você é mesmo muito especial.Bjs

    ResponderExcluir

Releituras